Sábado, 31 de Dezembro de 2005

Espaços perfeitamente delimitados

2004_0605Chavesdiversos0067.JPG

O nosso planeta cada vez se assemelha mais a uma gaiola onde um pássaro pensa ser livre dentro de arames.
Bom 2006.


publicado por João Madureira às 19:07
link do post | comentar | favorito
|

Deslocalizações

2004_0605Chavesdiversos0066.JPG

Mais uma imagem em memória das nossas idiossincrasias.

publicado por João Madureira às 19:02
link do post | comentar | favorito
|

Memórias

2004_0605Chavesdiversos0068.JPG

Penso que foi também em 2005 que morreu o correeiro e albardeiro de Chaves.
O mundo começa a ficar um lugar triste e desabitado.



publicado por João Madureira às 18:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Faça-se luz sobre Cuba

2004_0605Chavesdiversos0034.JPG

Em 2005 morreu o cubano exilado Gabriel Cabrera Infante, um dos melhores cinco escritores do Século XX.
Faleceu longe da terra que tanto amou.
E foi inspirado nela que escreveu o genial romance intitulado "Três Tristes Tigres".
É a ele que dedico esta foto.

publicado por João Madureira às 18:50
link do post | comentar | favorito
|

Um buraco escuro

2004_0605Chavesdiversos0089.JPG

Durante este ano morreram muitos seres humanos importantes e corajosos.
Alguns eram célebres. Outros eram anónimos.
Um deles foi importante para mim, chamava-se Will Eisner, um génio da Banda Desenhada, nascido em Nova Iorque no ano de 1917. Criou a lendária série de BD "The Spirit". Por acaso, neste momento estou a ler a sua última obra concluída no último mês da sua vida e intitulada "A Conspiração".
Na simplicidade da minha arte fotográfica, dedico-lhe esta foto.

publicado por João Madureira às 18:41
link do post | comentar | favorito
|

1000 visitas

[Error: Irreparable invalid markup ('<img [...] /azul>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

<img alt="2004_0606Chavesdiversos0011.JPG" src="http://jmadureira.blogs.sapo.pt/arquivo/2004_0606Chavesdiversos0011.JPG" width="270" height="360" border="5"/azul>

Depois de mil visitas aqui fica um auto-retrato do artista enquanto fotógrafo.
Estão de parabéns todos os visitantes.

publicado por João Madureira às 15:52
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Dezembro de 2005

Três patos à espera do Sol

2004_0605Chavesdiversos0050.JPG

Quando o sol tarda ou se quer ir embora, os patos reflectem sobre o que hão-de fazer entretanto.



publicado por João Madureira às 18:31
link do post | comentar | favorito
|

Flores à janela

2004_0605Chavesdiversos0063.JPG

As plantas preocupam-se pouco com grades de ferro



publicado por João Madureira às 18:26
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Dezembro de 2005

Corazóides voadores

2004_0605Chavesdiversos0090.JPG

Espero que nenhum contraceptivo se nos meta no caminho.

publicado por João Madureira às 21:12
link do post | comentar | favorito
|

Aloquetes

2004_0605Chavesdiversos0091.JPG

Uma porta selada a aloquete é uma perversão física e uma violência semântica.

publicado por João Madureira às 21:06
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Dezembro de 2005

Quadrados

2004_0605Chavesdiversos0015.JPG

São estes azulejos quadrados, que têm inscritos quadrados, que se identificam por outros quadrados que os desenham e delimitam.
Parecendo quadrados, são mais do que isso.
É essa a essência da arte.


publicado por João Madureira às 19:49
link do post | comentar | favorito
|

Frisos

2004_0605Chavesdiversos0051.JPG

Um azulejo depois de outro é um factor de persistência.
É essa a sua beleza.

publicado por João Madureira às 19:44
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 27 de Dezembro de 2005

Eu vou de mota

2004_0605Chavesdiversos0002.JPG

Sabem qual é diferença entre uma rosa e uma mota?
É que a mota tem uma caixa de plástico atrás onde o motociclista põe o capacete.

publicado por João Madureira às 19:54
link do post | comentar | favorito
|

Atrás das grades

2004_0605Chavesdiversos0012.JPG

Uma rosa está bem quando se isola.

publicado por João Madureira às 19:51
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Dezembro de 2005

Alterem-me

2004_0605Chavesdiversos0092.JPG

Alguém se faz tão retorcido como arame e, afinal, espera, tão só, ser beleza.

publicado por João Madureira às 18:53
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 25 de Dezembro de 2005

Quadrifonia

2004_0605Chavesdiversos0078.JPG

Quando observo de perto confundo-me.

publicado por João Madureira às 19:01
link do post | comentar | favorito
|
Sábado, 24 de Dezembro de 2005

Oe meus olhos parados vêem árvores em movimento

2004_1218torrervededo0058.JPG

Cada dia corro mais para lado nenhum.

publicado por João Madureira às 17:33
link do post | comentar | favorito
|

Terceiro passo

2005_0425chavesabril0096.JPG

Faz-se caminho ao andar.

publicado por João Madureira às 17:26
link do post | comentar | favorito
|

Segundo passo

2005_0425chavesabril0095.JPG

Não há caminho...

publicado por João Madureira às 17:24
link do post | comentar | favorito
|

Primeiro passo

2005_0425chavesabril0094.JPG

Caminhante...

publicado por João Madureira às 17:19
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 23 de Dezembro de 2005

Estou mesmo a voar?

2004_0606Chavesdiversos0004.JPG

Ó Céus!

publicado por João Madureira às 18:15
link do post | comentar | favorito
|

Olhar para cima

2004_0606Chavesdiversos0005.JPG

Algo se engrandece.
Desejo ganhar asas e voar.


publicado por João Madureira às 18:11
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Dezembro de 2005

Voar no escuro

2005_1126ChavesA9nov0001.JPG

Olho para o céu e vejo tudo escuro.
Será que já não há estrelas?
Depois penso no voo desatento dos pardais.
Alguém se foi embora.
Há sempre alguém que se vai embora.
Há sempre alguém que fica sozinho.

publicado por João Madureira às 18:31
link do post | comentar | favorito
|

Postal de Boas Festas

2005_1126ChavesA9nov0013.JPG

A ACISAT deseja-vos um Bom Natal.
Eu não sei que vos diga.
Olho para as ruas e elas estão desertas.
Só os postes e as luzes me recordam a civilização. Tudo o resto é desalento.
Não sei que vos diga. Eu vou com as estrelas.

publicado por João Madureira às 18:15
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Dezembro de 2005

Vou ali e já venho

2005_1126ChavesA10nov0035.JPG

Desço as escadas na margem esquerda do Tâmega e fotografo o rio brilhante que mansamente corre por debaixo da Ponte Romana.
Depois ponho-me a sonhar com viagens enigmáticas.
Inundam-se-me os olhos de água.

publicado por João Madureira às 19:29
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Ir e voltar

2005_1126ChavesA10nov0061.JPG

Sinto-me capaz de incendiar corpos e beber olhares.


publicado por João Madureira às 19:26
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 20 de Dezembro de 2005

Volta a luz

2005_1126ChavesA10nov0067.JPG

Não sei se amanhece se o céu se iluminou de repente.
Um dia após o outro é a sina de estar vivo.

publicado por João Madureira às 23:21
link do post | comentar | favorito
|

Indecisões

2005_1126ChavesA10nov0084.JPG

Volto sempre ao lugar donde parti.
Não sei se vá, se regresse.
Teimosias, dizia a minha avó.
Quando chego, quero partir. Quando parto quero regressar.
Quando vou, deslizo. Quando resisto, perco-me.
Não sei se regresse. Não sei se vá.
Limito-me a observar o lento passar dos momentos.


publicado por João Madureira às 23:06
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Dezembro de 2005

Qualquer dia o Pai Natal pisga-se

2005_1126ChavesA10nov0099.JPG

Dizem por aí que vamos ter Pai Natal ainda durante muito tempo.
É que o Engenheiro Sócrates aumentou-lhe também a idade da reforma para os 100 anos.
As renas já fizeram saber ao patrão que vão entrar em greve ainda antes do fim do ano.

publicado por João Madureira às 19:53
link do post | comentar | favorito
|

Estrelas carentes

2005_1126ChavesA10nov0088.JPG

Por causa da iluminação artificial não podemos ver as estrelas no céu.

publicado por João Madureira às 19:48
link do post | comentar | favorito
|

.Keith Jarrett - La Scala

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 11 seguidores

.pesquisar

 

.Outubro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9

21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. ...

. Poema Infinito (376): O d...

. No Louvre

. No Louvre

. 363 - Pérolas e diamantes...

. Louvre - Interiores

. Louvre

. Louvre

. Poema Infinito (375): O g...

. Louvre

. Em Paris

. 362 - Pérolas e diamantes...

. Na aldeia

. Na aldeia

. Na aldeia

. Poema Infinito (374): Lab...

. Na aldeia

. Na aldeia

. 361 - Pérolas e diamantes...

. Cestos

. Sentadas

. Bancos de pedra

. Poema Infinito (373): A h...

. Na conversa

. Em reflexão

. 360 - Pérolas e diamantes...

. Músicos

. Músicos

. Músicos

. Poema Infinito (372): O t...

. Músicos

. Músicos

. 359 - Pérolas e diamantes...

. Pose

. No carnaval de Verim

. O senhor Ventura e o seu ...

. Poema Infinito (371): De ...

. Bombos e cabeçudos

. Músicos

. 358 - Pérolas e diamantes...

. Louvre - Vermeer

. No Louvre

. No Louvre

. Poema Infinito (370): A r...

. Louvre

. Louvre

. 357 - Pérolas e diamantes...

. Louvre - Quadros e Pessoa...

. Louvre - Interior - Pesso...

. Louvre - Interior - Escad...

.arquivos

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

.Visitas

.A Li(n)gar