Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

TerçOLHO

Este é um espaço dedicado às imagens e às tensões textuais. O resto é pura neurastenia.

TerçOLHO

Este é um espaço dedicado às imagens e às tensões textuais. O resto é pura neurastenia.

28
Mai09

A casa do caçador de borboletas

João Madureira

 

 

As casas quase sempre são melancólicas. A melancolia também se constrói como uma casa.

A vida não é uma festa, ou, a sê-lo, é uma festa dentro da própria melancolia.

A melancolia não vem nos livros, refugia-se na alma e no coração dos amantes. Dos amantes velhos. Ou dos mais velhos dos novos amantes.

A melancolia é um dicionário de sentimentos.

A melancolia é uma chuva de memórias.

A melancolia é a própria memória da chuva.

A melancolia é a memória das memórias.

A melancolia foi imposta pelos homens ao mundo. Por isso as borboletas são apreciadas. O seu voo hesitante deixa as cores das suas asas transformarem-se na crueldade da beleza. Por isso os homens espetam as borboletas e expõem-nas aos olhares distraídos dos amigos.

Os homens também espetam a melancolia na memória dos poetas e depois expõem-lhe os poemas em folhas brancas que se amontoam perante a indiferença dos leitores.

 

26
Mai09

Os outros é que são sempre a realidade

João Madureira

 

 

“Os outros é que são sempre a realidade. Mesmo os do outro lado da página. Sobretudo os do outro lado. Nunca me reconheço nos espelhos ou em fotografias. Há uma imagem ideal minha que não aparece em lado nenhum. Gostaria de ver-me como me vêem, mas isso, reconheço-o, é perfeitamente impossível. Onde disse perfeitamente poderia dizer imperfeitamente. Não me vejo, vêem-me os outros.”

 

“A Ninfa Inconstante”Guillermo Cabrera Infante - Quetzal

 

21
Mai09

O rigor degrada-se

João Madureira

 

 

O grande filósofo da incerteza, Yogi Berra, disse que “há pessoas que, se não sabem já, não se lhes pode dizer”.

A meu conselho, e a todos os aspirantes a políticos, lembro as palavras de Nassim Nicholas Taleb: “Se alguma vez tiver de ter em conta uma previsão, lembre-se de que o rigor degrada-se rapidamente quanto maior for o período de tempo a que este se refere”.

 

19
Mai09

Metáfora Socrática

João Madureira

 

Apeles, o pintor, um dia tentou fazer um retrato de um cavalo, não de um burro, e por isso empenhou-se a fundo em conseguir reproduzir a espuma que saía da boca da cavalgadura.

Apesar de tentar e tentar e tentar e tentar a tentar, só saiu asneira. Por fim desistiu.

Irritado, o pintor pegou na esponja que utilizava para limpar o pincel e atirou-a violentamente contra o quadro. E foi aí que a metáfora se estabeleceu, ali mesmo diante da realidade. No local atingido pela esponja ficou uma representação perfeita da espuma.

 

11
Mai09

Plang...

João Madureira

 

 

 

 

Plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang , plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang ,plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang, plang…

 

05
Mai09

Enquanto os preparativos se aceleravam…

João Madureira

 

 

«Depois, enquanto os preparativos se aceleravam e o público se agitava nas cadeiras e cochichava e acendia cigarros e batia nas coxas com fruição e esticava o pescoço à procura de um último resto de xerez ou de brandy, Kurt teve oportunidade de recapitular as horas que tinha vivido desde a descoberta dos três caminhantes de Highgate e compreendeu que o assombro, ao fim e ao cabo, é uma categoria do quotidiano, e que só há um deus, o acaso, e que só existe uma religião, a casualidade, e que qualquer outra interpretação da vida e dos acidentes está não só a um passo do fracasso, como condenada à mais absoluta cegueira.»

 

“A Ofensa”Ricardo Menéndez SalmónPorto Editora

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

foto do autor

Visitas

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

blog-logo

Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

A Li(n)gar