Domingo, 5 de Fevereiro de 2012

O visitante desconfiado


publicado por João Madureira às 07:00
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De naotecales a 5 de Fevereiro de 2012 às 23:09
Papar Presidências
1 – Ele, ufano q.b.,como ninguém o gabava, insurgia-se aos amigos como um general acumulador de vitórias. Mais uma presidência. “Já me chamam o papa presidências”, clamava, de peito inchado.
2 – Como diz o povo, não há mal que sempre dure nem bem que nunca acabe, o tempo se encarrega de encarreirar a vida. Certo! Tanta presidência como baga seca. Tudo espremido e nem pinga de sumo. Ora bolas, lá se vão os anéis e os dedos, que é como quem diz, tanta inércia, deu em fracasso atrás de fracasso. E assim vai perdendo fulgor o petulante, mas ganhando arrogância atroz.
3 – Alto aí! Antes de deixar mais uma mordomia, eis que, se não me gabais, encarrego-me eu dessa proeza e, vai daí, toca a arranjar um pretexto para tal. Vamos então à história.
4 – Como Frei João já tinha pago a festa, logo tal figura se apropriou desse momento e fez, à custa do Zé pagante, uma autêntica festa de despedida. Mandou convites a meio mundo. Telefonou a outro meio para que ninguém faltasse à boda. Exigiu até, aqueles que dele dependem para não faltarem! Às tantas, como dono e senhor, mandou interromper a festa. Então, tudo em silêncio para ouvir sua excelência. E que bem falou o rapazola. Até alguém disse: “temos candidato à casa grande. O tipo tem lábia, frei João que se cuide, ou então, o pavão de castelões que se ponha em desconfiado”. Pois então, como bom político, toca a distribuir benesses a quase toda a gente. E cada momento ia servindo para que o cenário fosse só seu (nem se deu conta do ridículo papel que ali estava a fazer, mas enfim!).
5 – E lá se despediu da pardalada tal figura. Menos uma presidência, ou seja, de degrau em degrau, como quem sobe e desce, lá se vai definhando tal figura, reduzido àquilo que no fundo é, uma figura cinzenta, vulgar, diremos mesmo.
6 – Entrementes, como se diz nas minhas bandas de Meixide, o tipo lá foi até à provedoria da irmandade cinzenta (pudera, estamos nos tempos da maçonaria. Tiremos as devidas ilações). Com o devido beneplácito de frei João, pois claro (o rapazola nada fazia na casa grande, deixa-o ir despedir gente, desabafava-se ao fim do dia em tal palácio do morgado).
Obs: isto passa-se algures numa pequena prefeitura da América Latina. Qualquer semelhança com a nossa realidade é pura ficção, ou talvez não


De cavaleiro andante a 11 de Fevereiro de 2012 às 22:29
Curiosa a foto. A orar está frei João. mais atrás, está o Lixandre a dizer: "ó socinho olha que giro este quadro. interessante". là no fundo a ex deputada paula a falar ao sócrates ou ao assis para virem ver a exposição. O resto é paisagem, com distinçºão clara do tal puto desconfiado para quem a arte nada diz


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 14 seguidores

.pesquisar

 

.Abril 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9


26
27

28
29
30


.Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

.posts recentes

. Poema Infinito (454): O f...

. No Barroso

. No Barroso

. 439 - Pérolas e Diamantes...

. No Barroso

. ...

. No Barroso

. Poema Infinito (453): A n...

. No Barroso

. No Barroso

. 438 - Pérolas e Diamantes...

. São Sebastião - Couto Dor...

. Na aldeia

. São Sebastião - Couto Dor...

. Poema Infinito (452): Hes...

. São Sebastião - Couto Dor...

. No Couto de Dornelas

. 437 - Pérolas e Diamantes...

. No Barroso

. No Barroso

. No Barroso

. Poema Infinito (451): Os ...

. No Barroso

. No Barroso

. 436 - Pérolas e Diamantes...

. Na Feira

. Na aldeia

. Olhares

. Poema Infinito (450): O d...

. Vaca atenciosa

. BB

. 435 - Pérolas e Diamantes...

. ST

. ST

. ST

. Poema Infinito (449): Inc...

. ST

. Na aldeia

. 434 - Pérolas e Diamantes...

. Na aldeia

. Mulheres

. Na aldeia

. Poema Infinito (448): O g...

. Na aldeia

. Na conversa

. 433 - Pérolas e Diamantes...

. No elevador do CCB

. Em Paris

. Em Paris

. Poema Infinito (447): Des...

.arquivos

. Abril 2019

. Março 2019

. Fevereiro 2019

. Janeiro 2019

. Dezembro 2018

. Novembro 2018

. Outubro 2018

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Julho 2018

. Junho 2018

. Maio 2018

. Abril 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Janeiro 2018

. Dezembro 2017

. Novembro 2017

. Outubro 2017

. Setembro 2017

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Junho 2017

. Maio 2017

. Abril 2017

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Dezembro 2016

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Setembro 2016

. Agosto 2016

. Julho 2016

. Junho 2016

. Maio 2016

. Abril 2016

. Março 2016

. Fevereiro 2016

. Janeiro 2016

. Dezembro 2015

. Novembro 2015

. Outubro 2015

. Setembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Abril 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Maio 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Maio 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

.favoritos

. Poema Infinito (404): Cri...

.Visitas

.A Li(n)gar