Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

TerçOLHO

Este é um espaço dedicado às imagens e às tensões textuais. O resto é pura neurastenia.

TerçOLHO

Este é um espaço dedicado às imagens e às tensões textuais. O resto é pura neurastenia.

11
Mai17

Poema Infinito (354): Um novo começo

João Madureira

 

 

Navego dentro do navio humano em que continuo a aventurar-me. Todos temos medo das vagas e das águas bravas. Mas é delas que nasce a coragem e os segredos, por entre o nevoeiro, as lanternas e os porões. O escuro perde-se na vida eterna. E as estrelas lá estão no seu devido lugar. Ardem os pretextos antes de chegarmos a bom porto. As velas estão molhadas. Dormimos no meio da fria brisa que cobre as ilusões. Vénus vem lá ao longe, rodeada de lágrimas e espuma, dentro do seu navio de sal. Vemos as cordas e as velas. Em seu redor cresce o vento e as vagas ficam nuas. Finalmente abre-se o céu e aparecem as gaivotas. Na praia dançam as raparigas que trazem agarrado à pele um aroma silvestre. Os seus olhos são circulares e os seus cabelos longos. Os marinheiros olham para as suas roupas íntimas que secam ao sol. Os seus corpos imitam os dos pássaros que se deixam levar pelas asas. São zelosas da sua mocidade, acham-na incorruptível. Os nossos olhos e as nossas bocas são como ilhas. Os velhos marinheiros desfalecem sentados em bancos de madeira, fazendo lembrar os pastores que decaem nos retábulos do presépio. Cheira bem o pão que tufa no forno. O padre pensa nos pontos fracos da sua velha teologia e vê-se tentado pela razão de um materialismo passageiro. Esquecemos a cidade, as pedras redondas das calçadas, o sol oblíquo, os peixes mortos, as damas enjoadas, as paragens abandonadas e os poetas absortos. O nosso desconsolo é não partir e perder a linha do horizonte. O vinho azeda nos porões. Sonhamos com búzios e as marés da nossa infância. Sim, arde-nos a infância. Ardem as suas janelas, a lua cheia, as nossas angústias, a consistência bravia do passado. Morre a saudade. Morre o esquecimento. Temos de medir o salto antes de nos atirarmos ao mar. As sereias encantam os nevoeiros. Sentimos as vagas mesmo dentro de nós. Os faróis varrem a costa, à cautela. Os ventos ficam mais verdadeiros. Todos nós somos mar e ondas de ânsia. Somos como aves que estudam as leis dos seus próprios voos. Picamo-nos na Rosa dos Ventos como se fosse um fuso. E ficamos com a impressão dura do desfalecimento. Abre-se então o mar. Tornam-se visíveis as estrias de lava. O fogo vermelho acende-nos o coração. Cresce a madrugada no peito da baía. A orla fica abstrata e imensa. O frio é a sua evidência mais ponderada. O horizonte é longo e vagaroso. O deus lá do alto debruça-se na sua varanda de palavras. As mães enchem de luz os olhos dos seus filhos. Enchem o coração de tempo, tornam as tardes mais generosas, abalroam as cores, agitam os sons, fixam o seu amor nos pulsos dos filhos e indicam-lhes o mar. Desenham o perfil de tudo. Aquecem as ideias, encantam as histórias. Começam tudo de novo. Guardam dentro de si as manhãs como se fossem nenúfares. Orvalham a noite. Dormem com as mãos suavemente pousadas no ventre. Desejam que as flores cresçam, que as aves nidifiquem, que o frio e o escuro se vão embora. E derramam a sua alegria sobre as coisas de que gostam. Lá na ponta fria da praia estendemos a saudade. Um séquito de anjos desprende-se das suas asas e tenta um novo destino na terra. Têm os documentos em ordem e embarcam para novas paragens. As vagas mais altas ampliam-lhes a coragem. Sonham banhar a sua nudez no mar. Lavam o seu orgulho. Os seus olhos possuem a mesma exatidão das cores do arco-íris. Embalaram as dúvidas para conseguirem enfrentar a sua sexualidade. Luzem-lhes os mamilos e a língua. Os seus sexos ainda estão em formação. Deus os abençoe, que bem precisam.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

blog-logo

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2016
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2015
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2014
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2013
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2012
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2011
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2010
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2009
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2008
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2007
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2006
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2005
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

A Li(n)gar